Tenente que causou acidente na Gury Marques matou amigo a tiro.

Preso preventivamente por ter matado a professora Suellen Vilela Brasil, 32 anos, em um acidente de carro, na Av. Gury Marques, em Campo Grande, na noite deste sábado (30), o tenente da PM (Polícia Militar) Alexander Nantes Stein, 32 anos, foi indiciado por homicídio culposo por matar Juan Barros Barbosa, de 24 anos, com um tiro acidental disparado durante uma festa em 2012. Na época, o policial e outros colegas estavam em uma festa no Bairro Marcos Roberto e Alexander passou a manusear sua pistola ponto 40 de uso exclusivo da polícia para mostrar aos amigos, quando ela disparou e atingiu Juan no abdômen. O policial foi indiciado, prestou depoimento e foi liberado. Neste domingo, o tenente da PM teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pelo juiz plantonista Francisco Vieira de Andrade Neto, depois de atingir a traseira do veículo da professora Suellen Vilela Brasil, em alta velocidade. Conforme o boletim de ocorrência, Alexander apresentava sinais de embriaguez como odor etílico, olhos vermelhos e dificuldade no equilíbrio. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e os policiais elaboraram um termo de constatação de alteração da capacidade psicomotora. A professora foi atingida ao reduzir a velocidade para passar por um quebra-molas. Com a força do impacto, o carro bateu na guia do canteiro lateral direito da pista e depois contra uma árvore. Suellen morreu no local. O carro do PM, atravessou o canteiro e parou no sentido contrário pista, a mais de 100 metros do ponto onde houve a batida. O tenente, que não sofreu ferimentos graves, é lotado no 4º Pelotão da PM em Ribas do Rio Pardo (MS) e, por enquanto, vai responder ao processo preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *