Grávida matou namorado durante um churrasco no Dia dos Namorados

A grávida de 27 anos que matou o namorado esfaqueado na última sexta-feira (12), no bairro Buriti em Campo Grande, contou ao ser presa que Wilson dos Santos dos Reis não queria o filho que ela esperava e que havia dito para que fizesse um aborto. A mulher está sendo monitorada por tornozeleira eletrônica.

A discussão entre o casal que acabou em assassinato aconteceu durante um churrasco, na casa da mulher onde estava ainda um casal de amigos, que acabou indo embora quando começaram as discussões. A grávida contou que o companheiro não queria o filho que ela estava esperando dizendo que deveria fazer um aborto, sendo que no dia do crime teria começado a briga.

Segundo o depoimento da mulher, a discussão começou depois de brincadeiras de ‘mau gosto’ feitas pelo homem que se apossou do celular da mulher entrando em luta. Ela, então, teria de posse de uma faca desferido vários golpes nas costas e barriga de Wilson que fugiu da casa pedindo ajuda a uma vizinha. A mulher disse não se recordar quantos golpes teria desferido contra o namorado.

O Corpo de Bombeiros foi chamado e a Polícia Militar também foi ao local. Uma vizinha teria contado que sempre ouvia discussões entre o casal, mas que nunca havia presenciado agressão física entre eles. Wilson acabou morrendo antes de ser socorrido.

A mulher foi levada para o hospital para receber atendimento médico e está sendo monitorada por tornozeleira eletrônica pelo crime de homicídio simples. Ela já teria passagens por tráfico de drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *