Mesmo no frio, população enfrenta fila em dia de vacinação ampliada contra gripe

Prefeitura de Campo Grande liberou a vacina contra H1N1 para toda a população, independentemente de grupo de risco.

No primeiro dia de liberação das doses de vacina contra gripe para toda a população, em Campo Grande, muita gente enfrentou a queda de temperatura, chuva e névoa em busca da imunização. Na UBS (Unidade Básica de Saúde) Tiradentes, a fila se formou antes das 5h, contornando o prédio. As senhas começaram a ser distribuídas a partir das 6h30.

O gerente da UBS, Angelo Del Grande Neto, 39 anos, disse que a unidade recebeu 500 doses, a serem usadas para destinadas a todas as faixas etárias. Com revezamento de equipe, a vacinação será feita até durante o horário de almoço e será realizada enquanto durar o estoque.

Parte da fila foi até portão da frente e seguia em caracol pela saída, do outro lado, até a rua. Neste trecho, muita aglomeração.

As pessoas começaram a chegar antes das 5h, quando a temperatura era de cerca de 17ºC e garoa fina caía sobre a cidade. Para tentar controlar o fluxo de pessoas, as senhas foram distribuídas às 6h30, uma hora antes do atendimento para imunização.

O servidor público Alisson Jara, 39 anos, chegou por volta das 5h40, e conseguiu pegar a senha 48. Assim que chegou, percebeu que as pessoas não respeitavam distanciamento e uma funcionária do posto teve que fazer marcações no chão. “Acho que tinha que ter organizado melhor”, disse, preocupado com a falta de distanciamento por conta do novo coronavírus (covid-19).

A economista Flávia Fernandes, 46 anos, foi até o posto acompanhada do filho de 16 anos para vacinação. Chegou por volta das 6h30  e garantiu as senhas 85 e 86. Como já tinha fila dentro da unidade, teve que ficar ao relento, mas, já sabia da previsão de queda de temperatura e foi preparada, agasalhada e com guarda-chuva. “Está meio complicado aqui, mas é necessária [vacinação], a gente tem que se proteger”. –

A liberação da vacinação foi feita após Campo Grande atingir a meta de imunização de 90% do público alvo da campanha nacional, encerrada no dia 30 de julho. A dose previne três tipos do vírus influenza A (H1N1), H3N2 e B.

Embora tenha sido feita a liberação, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) alerta que é importante que integrantes dos grupos de risco que não tenham se vacinado procure alguma das 71 unidades com doses disponíveis: estão nessa relação, as crianças de seis meses a menores de seis anos, cuja cobertura vacinal está em 58,79%; gestantes (50,01%); puérperas (57,74%) e adultos entre 55 e 59 anos (45,10%).

Trabalhadores da saúde, idosos acima de 60 anos, pessoas com deficiência e população privada de liberdade superam a marca de 100% de cobertura.  Ao todo foram imunizadas 228.383 pessoas, na rede pública e particular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *