Ministério Público e PM reforçam fiscalização do toque de recolher e mini lockdown em Campo Grande

A fiscalização do mini lockdown e do toque de recolher ganhou novo reforço, com a ajuda de sete equipes do Ministério Público Estadual e da Polícia Militar, no entanto, mesmo assim, Campo Grande continua com um dos piores índices de isolamento social entre as capitais.

Em mais um apelo para conscientização da população, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) reforçou, nesta terça-feira (21), a importância das ações contra a covid-19. “Ainda que você esteja reclamando da fiscalização, ela pode salvar a sua vida e a vida de algum ente próximo, da sua casa”, diz.

Segundo o prefeito, ontem (20), foram 153 estabelecimentos fechados por descumprimento dos decretos municipais. Nenhum chegou a ser lacrado, mas após a notificação, a pena pode ser de fechamento de três dias, além de multa.

“Boa parte das pessoas que estão indo a óbitos estavam cumprindo a quarentena e foram infectados por aqueles que descumprem o regramento”, complementa Marquinhos, que reforçou também a necessidade do uso de máscaras e ações de higiene para diminuir o risco de contágio do novo coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *