De cada 10 pacientes internados por Covid-19 na Capital, apenas 1 é do interior

Atendendo mais de 30 municípios do interior, a macrorregião de Campo Grande está com 91% dos leitos de UTI oferecidos pelo SUS ocupados. E, deste total, apenas 10% dos pacientes vieram de outras cidades, mostrando o impacto do novo coronavírus na Cidade Morena.

Segundo a SES (Secretaria de Estado de Saúde), das 158 solicitações de internação por Covid-19 nos hospitais públicos de Campo Grande neste mês (de 1º a 22 de julho), 143 são da própria Capital – o que equivale a 90,5%. Apenas 15 pacientes são do interior, vindos de 11 municípios da macrorregião.

Na rede privada, a realidade é a mesma. A SES destaca que, das 110 internações no período em decorrência da doença, 100 são de campo-grandenses e apenas 10 de pacientes de outros municípios. Os dados são da Central de Regulação.

Geraldo Resende mostra ocupação de leitos por macrorregião – Foto: Reprodução/Facebook

“Os dados comprovam a situação agravante em nossa Capital, que hoje ocupa o primeiro lugar no ranking estadual de casos confirmados e, infelizmente, de óbitos, evidenciando a necessidade de tomarmos medidas mais rígidas para o controle da doença em nossa cidade”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende.

No Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, referência no atendimento a pacientes com o novo coronavírus, a proporção se confirma. Hoje, 87 dos 96 leitos críticos estão ocupados e a maioria deles por moradores de Campo Grande. São 78 pacientes da Capital e apenas nove do interior.

Campo Grande, segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, tem 7.348 casos confirmados de Covid-19, correspondendo a 38,9% do total contabilizado em todo Estado, e 79 mortes em decorrência da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *