Coronavírus avança entre mais jovens

Há algumas semanas o número de casos de coronavírus tem aumentado em Mato Grosso do Sul. A curva de transmissão, que estava em queda, voltou a subir nas últimas quatro semanas epidemiológicas e os casos têm sido mais frequentes entre pacientes jovens. Além disso, a taxa de exames positivos para coronavírus chama a atenção em Campo Grande: a cada 100 exames, 40 dão positivo para Covid-19. 

Durante a live da SES (Secretaria de Estado de Saúde) desta segunda-feira (16), o secretário de saúde Geraldo Resende comentou sobre o avanço da doença em MS. Ele afirma que mesmo que os casos sejam entre pacientes mais jovens, a situação ainda é preocupante no estado. 

“É algo que nos preocupa, esse grande quociente de [casos] positivos está na faixa etária mais jovem. Por isso, temos mantido nosso patamar de internações, entre 220 e 225”, comentou. Por mais que o infectados sejam jovens, isso não significa que eles sejam ‘ilesos’ à doença. Resende comentou que o número de internados pode voltar a crescer se a população não se cuidar. 

A secretária adjunta Christinne Maymone também alertou a juventude. “Estamos novamente em curva ascendente, é uma preocupação real. Embora a gente tenha número menor de internação, a população mais jovem está se infectando. Passamos muito dias com 3 mil casos ativos, agora são mais de 4 mil”, afirma. 

Vale lembrar que Mato Grosso do Sul registrou recentemente morte de pacientes muito jovens, incluindo duas crianças, de cinco e oito anos, e uma adolescente de apenas 15 anos. 

Taxa de positividade de 40% na Capital

Outro fator que a SES ressaltou nesta segunda-feira (16) é para a taxa de positividade para os exames realizados em Campo Grande. A cada 100 exames realizados, 40 dão positivo para o coronavírus. A taxa de positividade para a Covid-19 em Campo Grande está acima da taxa em MS, que é cerca de 25%.

“Estamos verificando aumento dos exames aqui no MS e quero fazer esse alerta: na Capital, as últimas baterias dos exames está dando 40% de positivo. A cada 100 exames que estamos processando, 40 estão sendo positivo. A média no MS não passa dos 25%. Isto é algo que nos preocupa, esse grande quociente de positivos está na faixa etária mais jovem”, disse o secretário Geraldo Resende. 

O secretário da SES ainda chama a atenção e diz que se a alta taxa de positividade persistir, pode haver aumento de internações e óbitos por coronavírus nos próximos dias.

 

Fonte:midiamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *