Procura por teste de coronavírus dispara e congestiona Disk-Covid em MS

Depois de semanas em queda, o número de casos de coronavírus voltou a crescer em Mato Grosso do Sul. Um sinal de que a doença tem avançado no estado é que o Disk Covid chegou a ter as linhas congestionadas devido ao aumento da procura de pacientes com sintomas por testes nos drive-thrus. Além disso, o aumento da demanda lotou a agenda dos drive-thrus pelos próximos três dias.

Pacientes reclamaram sobre o Disk Covid nesta segunda-feira (16), que não estava atendendo as ligações. A SES (Secretaria de Estado de Saúde) informou que devido ao aumento da procura por testes, as linhas congestionaram. A secretaria alega que o atendimento foi normalizado e já ocorre normalmente. 

Vale lembrar que os drive-thrus não são a única maneira de fazer testes para o coronavírus. Pacientes também podem procurar postos de saúde. “As pessoas podem buscar por outros meios para fazerem o teste, tais como no município e na rede privada também. A responsabilidade da coleta de amostras para analises é dos municípios. O Drive-Thru é uma ação complementar para auxiliar os municípios”, alertou a SES.

O cenário do coronavírus em Mato Grosso do Sul mostra que a doença voltou a crescer. Há algumas semanas, o secretário Geraldo Resende chegou a comentar em lives sobre a disponibilidade de vagas para exames no drive-thrus. Na época, ele chegou a pedir para que as pessoas comparecessem aos agendamentos, já que havia até ‘vaga sobrando’.

Agora, a situação é diferente. Diante do aumento da procura, as agendas voltaram a serem preenchidas na sua totalidade. A SES informa que não tem vagas sobrando nos próximos três dias nos drive-thrus.

Mato Grosso do Sul soma 87.935 casos, segundo boletim epidemiológico da SES publicado neste domingo (15). O número de mortes chegou a 1.690, com mais dois óbitos registrados. Estão internadas em todo o Estado 224 pessoas. Há ainda dois pacientes da Bolívia, mas não contabilizados oficialmente pela SES. Em leitos clínicos, estão 134 pacientes, sendo 78 em hospitais públicos e 56 em unidades privadas. 92 pessoas estão internadas em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), sendo 64 em hospitais públicos e 28 em unidades privadas.

Fonte:midiamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *