WhatsApp vai te espionar?

Quais serão as mudanças do WhatsApp, principal aplicativo de mensagens utilizado no Brasil, já que o serviço anunciou recentemente e tem avisado os usuários que será obrigatório o compartilhamento de dados com serviços do Facebook – que detém o WhatsApp desde 2014

Confira alguns questionamentos e as respostas abaixo, todas respondidas com base no Conteúdo Jurídico do WhatsApp.

Quais são as novas regras e para que servem? Segundo a empresa, informações dos usuários serão coletadas para ajudar a aprimorar os sistemas de infraestrutura e entrega, entender como os serviços são usados, promover proteção, segurança e integridade em todos os produtos, aprimorar serviços e experiências, incluindo sugestões para os usuários (como a recomendação de conteúdos, conexões de grupos ou amigos) WhatsApp vai te espionar? Caso você aceite os novos termos, o WhatsApp poderá compartilhar com outras empresas do Facebook informações de registro, como o número de telefone, endereço de IP, informações sobre qual celular você está usando, dados de transações e pagamentos e outras informações sobre como você interage com outras pessoas ou negócios.

Em resposta segundo o próprio app, o teor das mensagens e ligações trocadas dentro do aplicativo continua sendo criptografado – ou seja, o conteúdo não pode ser acessado pela própria empresa.

Os objetivos não têm a ver diretamente com informações pessoais sobre o que você está fazendo, ou com quem está se relacionando. O interesse dessas empresas tem a ver em como eles podem fazer você comprar mais produtos – prática que já é adotada em maior parte das redes sociais como Instagram ou o próprio Facebook, e até mesmo o sistema Android, por exemplo. E talvez você nem saiba disso.

Facebook e WhatsApp estarão interligados? Não haverá compartilhamento de dados entre WhatsApp e Facebook diretamente. Contudo, de acordo com o aplicativo, haverá integração para conectar o WhatsApp com outros produtos vinculados a empresa Facebook como o Onavo, Facebook Technologies e CrowdTangle.

Além desses, há o Facebook Payments, que é a base do sistema de pagamentos do WhatsApp. Esse sistema chegou a ser testado no Brasil no ano passado, mas foi barrado pelo Banco Central e pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

É obrigatório você aceitar os novos termos? Sim, a medida tem caráter de obrigatoriedade para aqueles que quiserem continuar utilizando o aplicativo, e os usuários não têm opção de não compartilhar suas informações.

Apenas quem mora na Europa não deve se preocupar com isso, já que os países europeus têm legislações mais rígidas em relação a proteção de dados.

Aceitei alguma coisa recentemente sem ler, pode ter sido isso? É provável. Desde semana passada o aplicativo tem notificado os usuários a aceitarem os novos termos. Caso não aceitem, são convidados a excluir o aplicativo – caso contrário, não conseguirão utilizá-lo a partir de 8 de fevereiro.

Para saber ao certo o que você aceitou ou não, você pode solicitar um relatório sobre os detalhes da sua conta, indo em Configurações > Conta > Solicitar dados da conta. O relatório demora até três dias para ser encaminhado a você.

Tela do aplicativo com as informações sobre os dados (Foto: Reprodução)

O WhatsApp será cancelado? Não. Continuará disponível para download e uso gratuitos, por qualquer usuário que tenha um dispositivo compatível com o aplicativo. Apenas haverá novas regras de compartilhamento de dados.

Fonte: campograndenews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *