AHHH!!!!! AS olimpíadas

Lembra daquela propaganda de salgadinho que dizia, é impossível comer um só? Parafraseando o comercial nas olimpíadas ficaria, é impossível assistir um jogo só. E olha que os jogos estão sendo disputados no outro lado do mundo, sem público, com casos de covid bombando no Japão…. Tá prometo não falar desse vírus maldito. Aquela sensação de estar sempre com sono. Dorme assistindo atletismo, acorda com o narrador gritando com a medalha nas velas (velas?) Eu nem sei as regras e estava vibrando, do nada o Piu (tá vendo já estou íntimo do cara) ganha um bronze no atletismo, o Abner no boxe…

A sensação de ver gente como a gente ganhando medalhas dá aquela sensação de que a conquista realmente é nossa. Sensação que te dá o poder de cornetar quem não chega na medalha. Aí eu discordo. Não dá pra abandonar esses atletas e seus maravilhosos esportes e voltar só nas olímpiadas cornetando. Ser atleta no Brasil não é fácil. Aliás com essa pandemia os atletas no mundo sofreram demais. Preparação física (hoje você vê vários casos de contusão) e mental (olhem o exemplo da super campeã Simone Biles).

Pode ter certeza amigo que se o atleta não conseguiu seu objetivo sua equipe e treinadores vão conversar com ele. Eu e você torcedores temos de curtir as olimpíadas e torcer muito, mais muito para os Brasileiros. De brinde a gente ganha alguns jogos mágicos dos gringos como este entre Polônia X França no vôlei masculino que acontece enquanto estou aqui escrevendo. Aliás o Vôlei merece um capítulo à parte. Que competição duríssima, alto nível, concentração nas alturas senão o adversário te engole.

E aí você imagina o Brasil em primeiro no ranking mundial por quase 20 anos? Tá eu confesso que sou apaixonado pelo futebol, mas esses meninos e meninas do vôlei puxa vida esses merecem ser chamados de F….. Uma pena o Brasil não ter representante no Basquetebol, esporte que já nos deu tanta alegria.

Falando em alegria quem acordou cedo hoje viu o time de futebol do Brasil bater as penalidades contra o México com perfeição. Perfeição que faltou as nossas meninas nas cobranças de penalidades. Não adianta chorar, reclamar ou cornetar, bora lamber as feridas e iniciar outro ciclo olímpico pq mulher brasileira é guerreira, Benito Di Paula cantava “mulher brasileira em primeiro lugar”.

Os anti-futebol masculino prometiam o México jogando no ataque contra o Brasil, fala sério. Uma pena a contusão do atacante Matheus Cunha, tomara que o atleta esteja em condições pra final, falando em contusão a levantadora Macris do Vôlei feminino já está se recuperando da torção no tornozelo. Saindo de um esporte e entrando em outro, você já deve estar confuso também, ou já aprendeu as regras de um novo esporte. O mais importante é exaltar o esporte.

Sobre misturar os assuntos, deve ser o sono. Deixa pra dormir depois de domingo quando as olimpíadas se encerram. Ai na segunda-feira, medalhado, vou cantar feliz a canção do Craque Raul Seixas “Ah mais essa noite eu vou dormir, só pra variar”

RAPIDINHAS:

* Esse nome escolhido na minha coluna é uma homenagem ao mestre Pepeu Gomes e já me acompanha desde o primeiro texto que escrevi no saudoso campo grande net.

* Além das olímpiadas, o ensandecido por esporte como eu, tem de brinde decisão de Copa do Brasil, e o Brasileirão das séries A, B, C e D a todo vapor.

* Falando em Copa do Brasil os jogos de volta de Santos, Flamengo e Grêmio viraram verdadeiros amistosos. Se acontecer algo diferente estarei aqui pra vocês me cornetarem.

* Toda vez que vejo o Bernardinho na TV me dá uma vontade de falar obrigado Mestre.
* Marco Freitas… ninguém comenta voleibol como esse cara, espetacular.
* Aliás a educação e cultura dos ex-jogadores de vôlei comentando é impressionante. Eles são didáticos ensinando o povo a entender melhor o esporte.

Autor: Hugo Caneiro

Digiqole ad

Ultimas Postagens